Hailie Sahar, de Pose, exige espaço para pessoas trans em Hollywood

“Outras pessoas que estão crescendo precisam nos ver em posições de poder e vencedores, para que saibam que também podem vencer”, destaca a atriz

2257

“Fazer Pose me faz perceber que todas as coisas que passei e todas as coisas que aconteceram foram por uma causa necessária”, disse Hailie Sahar, atriz americana, em entrevista para o site britânico Gay Times. Ela interpretou a personagem Lulu Abundance no seriado Pose. “Agora sou uma artista, atriz e criadora, e estou contando histórias para dar voz aos que não têm voz”, completa.

Hailie destacou o impacto do aclamado programa de TV, que se concentra na comunidade queer afro-americana e latina e na cultura “ballroom” da cidade de Nova York dos anos 1980. “As pessoas estão começando a acreditar que podem ser muito mais do que o que o mundo lhes disse que podem ser, muito mais do que um mundo que diz: ‘Vamos descartar você. Você não serve para nada. Vá engatinhar no canto’”, continua a atriz. “Pose realmente iluminou as pessoas para dizer, ‘Eu posso ser inteligente, posso ser bonita, posso possuir minha verdade. Eu posso assumir quem eu sou e posso ser feliz’. Isso dá esperança às pessoas”.

Embora a série tenha sido elogiada por seu retrato autêntico da experiência trans e por fazer história com a maior quantidade de atores transexuais em papéis regulares – situação nunca antes vista em séries de televisão com roteiro – a única estrela reconhecida nas indicações ao Emmy deste ano foi Billy Porter. Apesar de sua atuação como Pray Tell ter continuado a receber elogios generalizados de fãs e críticos, e indiscutivelmente merece todos os aplausos, a Academia foi criticada por não nomear nenhum dos talentos transgêneres da série pioneira.

“Eu gostaria de ver todos nós nomeados”, explica Hailie. “É como fazer um show sobre mulheres, mas só os homens são reconhecidos. Sem querer tirar do Billy, gostaria de deixar isso bem claro, mas quero ver espaço para todos nós. A experiência trans é uma experiência totalmente diferente da experiência gay e precisamos de mais representação”, enfatiza.

Continuidade da série abalada pela pandemia

Infelizmente, a produção de Pose foi suspensa devido à pandemia de coronavírus, o que significa que teremos que esperar um pouco mais para ver Lulu – que Hailie diz ter um papel mais substancial na esperada terceira temporada – em nossas telas.

Mas não pense por um segundo que Hailie está usando sua pausa nas filmagens como um tempo ocioso. Ela está utilizando esse tempo para “aprimorar” em seu ofício e “definir um tom para a comunidade trans” com sua ética de trabalho. Acesse AQUI a entrevista completa com Hailie, onde fala sobre seu tempo na quarentena, a falta de apreço por Pose no circuito de prêmios e como está usando suas experiências como uma mulher trans negra para trazer autenticidade a uma das séries mais inovadoras de nossa geração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here