Mais de 60 vereadores LGBTIs se elegem pelo Brasil em 2020. Saiba quem são!

606

No balanço do processo eleitoral, a comunidade LGBT está celebrando os resultados vindos dos municípios. Em um marco histórico, mais de 60 vereadores LGBTs foram eleitas no Brasil em 2020. Candidaturas e eleições LGBTs aumentaram e evoluíram consideravelmente, disparando a representatividade na política.

O recorde no número de candidatos que se declaram como gays, lésbicas, bissexuais, travestis ou transexuais, além de registrar aumento entre candidaturas de aliados, é uma resposta à conjuntura de ataques às sexualidades não normativas e também resultado de um processo de empoderamento destes atores sociais.

Com isso, o cenário político começa a se transformar bruscamente. Até pouco tempo atrás dominado completamente por homens brancos heterossexuais e cisgêneros, hoje é lavado a abrir-se para a diversidade.

Dentre os muitos nomes LGBTs eleitos em 2020, destacam-se os mandatos coletivos. É o caso de Fortaleza, onde o Coletivo Nossa Cara (PSOL), formado pelo trio de mulheres Louise, Lila e Adriana, alcançou 9,8 mil votos e ocupará uma das cadeiras da Câmara Municipal de Fortaleza. O grupo carrega as bandeiras negra, periférica, feminista e LGBTI+ e, entre as componentes, conta com Lila, lésbica e ativista da causa.

Cocandidatas Louise Santana, Lila M e Adriana Gerônimo, do Nossa Cara. Foto: Divulgação

Mas nem tudo são flores para o movimento. Entre os nomes identificados como pertencentes ao campo identitário, está Fernando Holiday (Patriota), infelizmente reeleito em São Paulo. O vereador foi o 5º mais votado da cidade. Apesar de ser gay e negro, ele costuma ser conservador e atuar contra pautas LGBT e da promoção da igualdade racial.

Como lembrou o site “Põe na Roda”, não basta ser LGBT, tem que lutar e levantar essa bandeira, “se enrolar nela”.

Mas felizmente, há muito progresso por outro lado e representatividade de pessoas que fazem a diferença. Erika Hilton (PSOL) e Thammy Miranda (PL) são os primeiros corpos trans a ocuparem a Câmara dos Vereadores de São Paulo. No Rio de Janeiro houve a eleição da viúva de Marielle Franco, Monica Benício (PSOL), além de Tainá de Paula (PT).

Em Belo Horizonte, Duda Salabert quebrou o recorde histórico e foi a vereadora mais votada da história da cidade. Em Florianópolis (SC), e Carnaúba (RN), também tivemos as primeiras eleições trans das cidades com Linda Brasil e Thabatta Pimenta, isso só pra citar alguns exemplos.

O recorde já era apontado por levantamento da ONG Aliança Nacional LGBTI+, que destaca a existência de 497 candidaturas ligadas à causa LGBT.

Confira os eleitos:

Ailton Gomes (PSDB) – Coletivo SOMOS – Lins (SP)
Alessa Boby (PSDB) – Santa Rita de Jacutinga (MG)
Amanda Gondim (PDT) – Uberlândia (MG)
Bella Gonçalves (PSOL) – Belo Horizonte (MG)
Benny Briolly (PSOL) – Niteroi (RJ)
Bia Caminha (PT) – Belém (PA)
Biga Kalahri (PT) – Santarém (PA)
Brisa (PT) – Natal (RN)
Bruno Cunha (Cidadania) – Blumenau (SC)
Kaique Freire (PV) – Estância (SE)
Carlos Canzi (Cidadania) – Jataí (GO)
Carla Ayres (PT) – Florianópolis (SC)
Carolina Iara (PSOL) – Mandato Coletivo Bancada Feminista – São Paulo (SP)
Ceci Protetora (PP) – Montes Claros (MG)
Daiana Santos (PC do B) – Porto Alegre (RS)
Dandara (MDB) – Patrocínio Paulista (SP)
Daniel Cabral (PC do B) – Viçosa (MG)
Duda Hidalgo (PT) – Ribeirão Preto (SP)
Duda Salabert (PDT) – Belo Horizonte (MG)
Gabriel Azevedo (Patriota) – Belo Horizonte (MG)
Erika Hilton (PSOL) – São Paulo (SP)
Felipe Alves (PDT) – Natal (RN)
Fernanda Curti (PT) – Guarulhos (SP)
Fernando Holiday (Patriota) – São Paulo (SP)
Fernando Junqueira (PSD) – Aguaí (SP)
Filipa Brunelli (PT) – Araraquara (SP)
Gilvan Masferrer (DC) – Uberlândia (MG)
Henrique Pozer (MDB) – Aguaí (SP)
Isadora Ribeiro (PDT) – Lençois Paulista (SP)
Isabelly Carvalho (PSB) – Limeira (SP)
Jana Guedes (PDT) – Videira (SC)
Jhonatan Alves Soares (PT) – Mandato Coletivo “Nós” – São Luis (MA)
Juliana Sales (Cidadania) – Nova Lima (MG)
Iza Lourença (PSOL) – Belo Horizonte (MG)
Kará (PDT) – Natividade (RJ)
Keit Lima (PSOL) – São Paulo (SP)
Laina Crisóstomo (PSOL) – Salvador (BA)
Linda Brasil (PSOL) – Aracaju (SE)
Lins Robalo (PT) – São Borja (RS)
Lorim da Valéria (PSD) – Pontal (SP)
Luana Alves (PSOL) – São Paulo (SP)
Luci Duartes “Tia da Moto” (PDT ) – Santa Maria Do Bocca Do Monte (RS)
Marcio Araújo (PSD) – Mauá (SP)
Marquinhos da Eletromóveis (PTB) – Mariluz (PR)
Monica Benício (PSOL) – Rio de Janeiro (RJ)
Natalino Martins (PV) – Andrelândia (MG)
Adriana, Lila e Loise – Nossa Cara – Mandato Coletivo (PSOL) – Fortaleza (CE)
Paolla Miguel (PT) – Campinas (SP)
Paullete Blue (PSDB) – Bom Repouso (MG)
Rafa Soares – Mandato Coletivo (Cidadania) – Taubaté (SP)
Regininha (PT) – Rio Grande (RS)
Rihana da Floricultura (PDT) – Mineiros do Tietê (SP)
Samara Sostenes – Mandato Coletivo “Quilombo Periférico” – São Paulo (SP)
Tainá de Paula (PT) – Rio de Janeiro (RJ)
Tallia Sobral (PSOL) – Juiz de Fora (MG)
Thabatta Pimenta (PSDB) – Carnaúba dos Dantas (RN)
Thammy Miranda (PL) – São Paulo (SP)
Thiago Martins (PV) – Barbacena (MG)
Valdir Gomes (PSD) – Campo Grande (MS)
Veronica Lima (PT) – Niterói (RJ)
Vinicius Castello (PT) – Olinda (PE)
Vitor Michel (PSB) – Iracemápolis (SP)
Vivi Reis (PSOL) – Belém (PA)
William Carvalho (DEM) – Quatis (RJ)
Yasmim Prestes (MDB) – Entre-Ijuís (RS)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here